Projeto Mário de Andrade: cadastramento e digitalização de obras para a Biblioteca Digital do Nupill

Marcelle Costa Oliveira

Dados da edição:

Mafuá, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, n. 26, 2016. ISSNe: 1806-2555.

Como citar este artigo?

Sobre os autor(es):

marcellecoliveira@live.com
Universidade Federal de Santa Catarina
Florianópolis - Santa Catarina, Brasil

Não é novidade que os meios digitais surgiram para que o acesso às mais diversas formas de arte seja, de fato, alcançado. As bibliotecas digitais, nesse sentido, são uma ferramenta eficiente para todos que buscam informações sobre a literatura em geral. O Projeto Mário de Andrade é parte do banco de dados da biblioteca digital do Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). Mário de Andrade foi poeta, escritor, crítico literário, musicólogo, folclorista e ensaísta brasileiro.

O ano de 2016 é marcado pelos setenta anos da morte do escritor, o que faz com que todas as suas obras entrem em domínio público. O projeto de cadastramento e digitalização das obras de Mário de Andrade surgiu no primeiro semestre de 2015, com o intuito de tornar sua literatura acessível em formato HTML para todos que visitarem a biblioteca digital do NuPILL. Além de uma fonte primária e gratuita de textos literários em versão integral, a biblioteca digital é um banco de dados de história literária. Nela é possível acessar um catálogo com informações biobibliográficas dos autores brasileiros e portugueses, sendo permitido realizar pesquisas a respeito das obras publicadas, datas de publicação, editoras, gênero das obras, etc.

Todos os dados são manualmente cadastrados a partir de fontes seguras, como enciclopédias e dicionários literários. Hoje conta com aproximadamente 75.000 obras catalogadas. No que diz respeito às obras de Mário de Andrade, até o momento já disponibilizamos seus romances, contos e poesias. Estamos finalizando as crônicas e, por fim, encerraremos o projeto com as críticas literárias.

Inicialmente, fizemos a inclusão das obras do escritor Mário de Andrade, bem como seus dados biográficos. Dividimos as obras por gênero e a partir disso, iniciamos o trabalho da digitalização das obras, através da escolha de uma edição mais antiga e confiável da obra. Em seguida, escaneamos o livro em formato PDF e utilizamos o programa ABBYY para transformar o arquivo em documento de texto do Microsoft Word. Realizamos toda a revisão da obra, formatamos dentro do padrão da biblioteca digital e antes de colocarmos o texto na internet, o coordenador do projeto faz os últimos ajustes.

Tomamos sempre o cuidado de manter a grafia original do autor, utilizando como base a edição física da obra selecionada. Nosso trabalho é

realizado em grupo: as informações são compartilhadas e a resolução das dúvidas feita coletivamente, por meio virtual ou presencial. A troca de informações entre os membros da equipe ocorrem no Grupo Mário de Andrade, criado no Google especificamente para esse projeto. Algumas dúvidas, que exigem consulta especializada, são gerenciadas pelo coordenador do projeto.

No que diz respeito aos planos futuros, nosso objetivo é finalizar o cadastramento e digitalização das obras, que serão facilmente encontradas on-line no site da biblioteca digital do NuPILL. Mais importante do que ter acesso à informação, é buscar ferramentas eficientes e capazes de transmitir o conhecimento para todos os interessados. É acreditando no potencial das mídias digitais e na genialidade de Mário de Andrade, que estamos colocando em prática a disseminação de suas obras, para que todos tenham a oportunidade de passar por essa rica e fascinante experiência literária.

Link para acesso da biblioteca digital do NuPILL: www.literaturabrasileira.ufsc.br